Isiara Caruso - escritora - contos, minicontos, poesia, poetrix - Buenos Aires, Porto Alegre

Crônicas

Utopia

Nasci num país que muitos dizem abençoado por Deus, e eu creio, pois Deus abençoa a todos os países, a todos os mundos, a todo Universo, afinal um criador abençoa suas obras e não deseja o mal para elas.

Deus abençoa os povos e jamais desejaria o mal a eles, porém o universo é regido por uma lei de causa e efeito e sem dúvidas não sofremos a ira de Deus quando algo mal ou algo que não gostamos nos acontece, pois ocorre apenas o efeito desta lei que citei acima.

Nesta minha vida, neste País onde nasci, muitas correntes políticas já estiveram no governo, desde aquela que nos fez Reino Unido a Portugal e Algarves até as vigentes em nossos dias.Bem, não vivi todo este tempo, porque seria um milagre viver tanto, mas, no decorrer destes anos desde que aqui reencarnei, presenciei muitas delas, em alguns anos sem perceber o que acontecia, pois era infância, mas daqueles em que tenho consciência das vivências que tive e tenho, certamente não tenho saudade de nenhuma delas.

Porque falo disto?

Simplesmente porque costumo receber mensagens de pessoas que amam o que viveram em determinada época e sentem saudades hoje, outras porque o que vivem hoje lhes parece o desejável. Simplesmente quero comentar aquilo que penso. Falo então daquilo que tenho saudades, ou melhor, daquilo que sonhei um dia lá naquele período da infância, em que comecei a sonhar com um mundo melhor, quiçá utópico, aquele lugar onde tudo estaria organizado de modo perfeito de forma inigualável, onde os que governassem respeitassem seu povo e este povo os respeitaria também.

Bem é desta utopia que tenho saudades ou quem sabe desejo, e ainda não presenciei em nenhum lugar da Terra, este mundo de expiação e provas. 1“Aqui estamos para desenvolver (ação) a uma só vez as qualidades do coração e as da inteligência. É assim que Deus, na sua bondade, torna o próprio castigo (reação) proveitoso para o progresso do Espírito.”

Parece que não será este o momento, ainda temos muito que aprender com nossos erros e com aquela velha lei da física, causa e efeito: dedo no fogo = dedo queimado; pena solta ao vento= pena que voa; ação realizada = efeito construído.
E parece que mentira tem mesmo as pernas curtas, neste momento leio que se encontram envolvidos em gestões equivocadas contra o povo, muito mais políticos do que se acreditava e em muito mais etapas governamentais do meu amado Brasil, que estavam envoltas no véu das aparências.
2 “Bem disse Jesus que não há nada de escondido que não venha a ser revelado, e não existe nada de oculto que não venha a ser conhecido” (Mt 10,26; Lc 12,2)


Isiara Caruso
1- Evangelho segundo o Espiritismo, Santo Agostinho
2- http://www.vinhadeluz.com.br/site/noticia.php?id=1173

Isiara Caruso
24/03/2016