Isiara Caruso - escritora - contos, minicontos, poesia, poetrix - Buenos Aires, Porto Alegre

Poesias

O final

Nasce-se morrendo,
devagar, assim sem medo
a vida vai deixando-nos
em partes,
que se desprendem dos dias,
dias que se desfazem em horas,
boas ou nem tanto.
As vejo saindo de mim,
assim aos pedaços,
a cada minuto a cada passo,
como chama da vela que treme.
Deixo atrás de mim a vida em rastros,
sem penar assim como se teme.
E o final, penso,
será como um suspiro
brotando do último abraço.

13/11/2012

Isiara Caruso
07/11/2016