Isiara Caruso - escritora - contos, minicontos, poesia, poetrix - Buenos Aires, Porto Alegre

Poesias

Tango arrasador.


A vi chegar,
seus olhos sombrios,
passo lento e sedutor.
A sigo devagarinho
minha mão a detém.
Tomo seu braço,
ela se deixa levar.

Seu passo lento
Minha mão ousada.

A melodia nos conduz.
Nos enlaçamos,
e juntos num torvelinho,
seguimos o compasso
de um tango arrasador.

Ela rodopia.
Seu olhar sombrio
e o meu que a segue.

Desenhamos no piso
nossas vidas em solidão,
num mundo enganador,
nos envolvemos na canção.

Seu olhar, minha mão.
Seu corpo me seduz.
Nós.
somos apenas um
ao som de um bamdoneon
neste tango envolvedor.

Isiara Caruso

Isiara Caruso
20/06/2017